As três princesas

Não é o meu primeiro livro. Antes dele estava havia escrito um, e estava com planos para uma serie de oito.
Felizmente desisti dessa idéia.
E me aventurei em uma coisa nova.
"As três princesas " é o primeiro de 6, por enquanto.
Julgo-o imaturo e fruto de uma imaginação infantil. Mas é bom. Quero dizer, já li tanta besteira publicada, esse com certeza pode ser exposto.
Através do misticismo do medialismo três garotas descobrem possuírem algo a mais, e eu não estou falando dos seus poderes peculiares. Elas passam por desafios e correm atras de proteger o que é seu por direito. Passam por amores e desilusões, muito mais o primeiro do que o segundo, pois acredito que livros foram feitos para tirarmos da realidade, e a minha realidade é mais parecida com o segundo.
Eu gosto. Ele representa um marco de maturidade na minha literatura e proporcionou uma porta aberta para as vírgulas que virão a seguir.
Deverá ser reescrito. A linguagem é fraca e as personagens tolas. Mas eu era assim quando o redigi, então espero não transformar a criação do passado nas letras do presente.
Mas, sem dúvida, precisa de sérios reparos.



Ocorreu um erro neste gadget